Arquivo de etiquetas: resultados

Crónica: As contas finais

Aproxima-se o final da campanha eleitoral.

Mantenho a minha previsão de que o Prof. Cavaco Silva irá obter 61% das intenções de voto.

A estratégia de Manuel Alegre foi um verdadeiro desastre na campanha eleitoral.

O apoio do Bloco de esquerda inquinou desde inicio a sua candidatura, e o PS preferiu uma postura de afastamento perante o candidato escolhido. Assim na altura da contagem dos votos, fica facilitada a tarefa de assumir a derrota. O argumentário será simples: A culpa é do Bloco de Esquerda e de Manuel Alegre… O Partido socialista apenas geriu os lapsos e as incoerências do candidato.

Continuar a ler

Sondagem Marktest: Cavaco na frente e Alegre empatado com Nobre

Cavaco Silva vence as Presidenciais 2011 à primeira volta, é este o resultado da mais recente sondagem revelada pela Marktest.

O actual Presidente da república consegue nesta sondagem 62% das intenções de voto. Segue-se Alegre com 15%, praticamente empatado com Nobre que tem 13%.

O segundo lugar fica assim por disputar entre o candidato do BE e do PS e o Presidente da AMI, candidato independente.

A sondagem foi realizada entre 14 e 16 de Janeiro e aponta para uma taxa de abstenção nas Presidenciais 2011 de 35% (25% de indecisos, 5% não respondem e 4% não votam). Ainda 4% garante que vai votar em branco.

Este artigo foi escrito com base nas informações desta sondagem disponíveis até ao momento.

José Serra deseja que Dilma “faça bem” ao Brasil

José Serra, candidato derrotado nas Eleições Presidenciais que decorreram ontem no Brasil, foi humilde na sua declaração admitindo que respeita a “voz do povo” e apelando a Dilma Rousseff para que “faça bem” ao país.

“Nós recebemos com respeito e humildade a voz do povo nas ruas. Quero cumprimentar a candidata eleita Dilma Rousseff e desejar que faça bem ao nosso país”, afirmou José Serra que conquistou quase 44% votos.

Serra agradeceu ainda a todos os que votaram nele: “Disputei com muito orgulho a Presidência e digo aqui, de coração, quis o povo que não fosse agora, mas sou grato aos 43 milhões e 600 mil de brasileiros e brasileiras que votaram em mim”.

Com 68 anos, o antigo governador de São Paulo ficou a doze percentuais de substituir Lula da Silva na Presidência.

Dilma Rousseff eleita nova Presidente do Brasil

Dilma Rousseff, candidata do Partido dos Trabalhadores (PT), foi eleita hoje a primeira mulher Presidente do Brasil. A sucessora de Lula da Silva venceu a segunda volta das Eleições Presidenciais com 56% dos votos. José Serra, do PSDB ficou com os restantes 44%.

Mais de 130 milhões de eleitores brasileiros foram este domingo confirmar às urnas as previsões das sondagens, Dilma é a nova Presidente brasileira.

Na primeira declaração depois de conhecer os resultados, Dilma prometeu que o seu primeiro compromisso com o país será “honrar as mulheres brasileiras” para que a sua presença possa ser normal noutros sectores sociais.

Acrescentou ainda que “A igualdade entre homens e mulheres é um princípio fundamental na democracia”.

Elogiou do início ao fim Lula da Silva e reconheceu que vai continuar o trabalho do (ainda) actual Presidente: “Não podemos descansar enquanto houver brasileiros com fome”.

Eleições Presidenciais 2010 com recorde de abstenções

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral não compareceram nesta segunda volta das Presidenciais cerca de 28,6 milhões de eleitores, correspondentes a 21,5% do total.

Nas Presidenciais 2006, a taxa de abstenção foi de 19%, e em 2002 de 20,4%.

Saiba mais sobre Dilma Rousseff

YouTube Preview Image

Brasil vota hoje no vencedor das Eleições Presidenciais

Hoje é o dia dos eleitores brasileiros irem às urnas votar no sucessor de Lula da Silva para ocupar o cargo de Presidente.

Depois de uma primeira volta que não deu maioria absoluta a nenhum dos candidatos, Dilma Rousseff com 46,91% e José Serra com 32,61% disputam hoje as atenções nos boletins de voto.

Todas as sondagens apresentadas indicam que a candidata Dilma do Partido Trabalhista deverá sair vencedora da corrida eleitoral.

O último debate foi palco para os candidatos darem um último apelo aos eleitores indecisos, apresentando os seus projectos e evitando ataques mútuos.

A mais recente sondagem revelada pelo instituto Datafolha diz que cerca de 4% dos eleitores brasileiros estão indecisos e dá uma diferença de dez pontos percentuais entre Dilma e Serra.