Arquivo de etiquetas: Carlos Sousa

Crónica: As contas finais

Aproxima-se o final da campanha eleitoral.

Mantenho a minha previsão de que o Prof. Cavaco Silva irá obter 61% das intenções de voto.

A estratégia de Manuel Alegre foi um verdadeiro desastre na campanha eleitoral.

O apoio do Bloco de esquerda inquinou desde inicio a sua candidatura, e o PS preferiu uma postura de afastamento perante o candidato escolhido. Assim na altura da contagem dos votos, fica facilitada a tarefa de assumir a derrota. O argumentário será simples: A culpa é do Bloco de Esquerda e de Manuel Alegre… O Partido socialista apenas geriu os lapsos e as incoerências do candidato.

Continuar a ler

Crónica: Eleições pouco Alegres

Estamos próximos de saber quem irá ser o próximo Presidente da República Portuguesa.

Cavaco Silva parte para o terreno com um escudo protector denominado por estabilidade, experiência e conhecimento pelo futuro de Portugal.

O «Jackpot» saiu a Cavaco no dia em que o Bloco de Esquerda decide dar o apoio oficial a Manuel Alegre mesmo antes do PS decidir qual seria o seu candidato.

Só se consegue chegar ao poder quando existe um espírito de união, e é desta forma que a direita está a trabalhar para uma vitória presidencial em Janeiro.

Manuel Alegre prepara-se para percorrer um caminho inglório e penoso.

Quando há 5 anos atrás, a sua candidatura era reconhecida pela liberdade de pensamento, igualdade e solidariedade surge agora com uma candidatura demasiado colada à extrema-esquerda e com um apoio muito tímido do Partido Socialista.

A tarefa não irá ser fácil de gerir tendo em conta a diferença abismal entre os dois partidos seus apoiantes.

Como é sabido para ganhar as eleições é necessário captar o eleitorado ao centro e convencer a opinião dos mais indecisos. O apoio do BE irá promover o afastamento o eleitorado do centro.

Cavaco consegue, assim, convencer toda a direita e parte do partido socialista.

Nesta medida, penso que Cavaco Silva irá vencer as eleições logo na primeira volta, com uma margem folgada acima dos 65 %.

Quanto aos restantes candidatos, a sua importância poderia ser redobrada no caso de Cavaco Silva não ganhar a primeira volta.

Contudo os seus futuros não aparecem muito risonhos.

Francisco Lopes, o candidato do PCP não alcança mais de 1 % dos votos.

Fernando Nobre começou mal com o caso das rendas em atraso, situação que poder-se-á tornar bastante incomoda para a sua candidatura.

O peso de Defensor Moura é residual assim como os restantes candidatos que venham aparecer para o fecho das contas finais.

Perante os factos, a passadeira vermelha está estendida ao actual Presidente da República que de forma inédita sem propaganda política irá ganhar as eleições para mais um mandato Presidencial.

Resta-nos saber como irá ser o próximo mandato…

O facto de não estar condicionado para futuras eleições poderá fazer com que o Presidente seja mais interventivo ou, pelo contrário, poderá continuar apenas a lançar avisos a navegação.

Uma certeza podemos ter, Cavaco não se deixa pressionar e ao jurar a Constituição prometerá seguir a risca o seu papel. Papel, esse, que muitas vezes revela-se decisivo para encontrar a estabilidade do país.

Cronista: Carlos Sousa (PSD)

Apresentamos o primeiro nome que fará parte de um grupo de personalidades que estamos a tentar reunir no Presidenciais.com com diferentes ideologias políticas de forma a criar um espaço online onde os cidadãos possam ler opiniões de pessoas com experiência e conhecimento na área.

Carlos Manuel Marques Sousa nasceu em Galveias no concelho de Ponte de Sor, também vila de personalidades como o Dr. Braga de Macedo, o escritor José Luís Peixoto e o Prof. Arons de Carvalho.

Licenciado em Biotecnologia e Mestre em Gestão, desempenha funções como Gestor de uma empresa portuguesa em Lisboa.

Apoiante do PSD, foi Presidente da JSD de Ponte de Sor e Conselheiro Nacional da JSD.

Continua a cumprir funções na política como Vice-Presidente da secção do PSD de Ponte de Sor e Vice-Presidente da Distrital da JSD de Portalegre.