Calcular a maioria nas Presidenciais 2011

As Eleições Presidenciais 2011 vão eleger para Presidente da República o candidato que obtiver a maioria dos votos expressos. No cálculo desta maioria não estão incluídos os votos brancos e nulos.

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) já tinha esclarecido que “Os votos brancos e os votos nulos não têm influência no apuramento dos resultados”.

Se tem dúvidas sobre como deve votar correctamente em branco ou nulo clique aqui.

A CNE acrescenta ainda que “Será sempre eleito, à primeira ou segunda volta, o candidato que tiver mais de metade dos votos expressos, qualquer que seja o número de votos brancos ou nulos“.

Continuar a ler

Eleições Presidenciais 2011 custam 12 milhões para o Estado

Conhece o custo total da campanha eleitoral da primeira volta para o Estado português?

As presidenciais 2011 custaram aos cofres do Estado cerca de doze milhões de euros.

Caso não exista segunda volta, a soma dos custos é simples de fazer: 3,8 milhões para subvenções estatais, 3,3 milhões para os tempos de antena e mais 3 milhões de euros para o pagamento das mesas eleitorais. Acrescenta-se ainda um valor desconhecido respectivo à restante logística.

Apesar do Estado ter reduzido a despesa em relação às últimas eleições presidenciais (diminuiu 10% nas subvenções estatais e 20% nos tempos de antena), este valor é pago pelos impostos dos contribuintes.

Sondagem Metro: Cavaco vence por pouco, Nobre surpreende

A sondagem realizada pelo Jornal Metro dá a Cavaco Silva a vitória na primeira volta, mas com uma margem mínimo de votos. A grande surpresa chega de Fernando Nobre, à frente de Manuel Alegre.  Ainda outra surpresa é o resultado de José Manuel Coelho.

De acordo com o estudo realizado pelo Metro, Cavaco Silva ganha à primeira volta mas com apenas 51%, segue-se Fernando Nobre com 21% e atrás Manuel Alegre com 13,5%. José Manuel Coelho está em quarto com 6%, Francisco Lopes com 5% e Defensor Moura com 3,5%.

Esta sondagem foi realizada entre os dias 18 e 20 de Janeiro, em todo o território nacional com incidência particular nas cidades de Lisboa e Porto.

Continuar a ler

Sondagem Universidade Católica: Só os indecisos podem impedir a reeleição de Cavaco

É a quarta sondagem às Presidenciais 2011 revelada num espaço de três dias. De acordo com a sondagem da Universidade Católica, Cavaco Silva garante 55% das intenções de voto no próximo domingo.

Caso se confirmem estes resultados, o actual Presidente da República é reeleito na primeira volta. Para ser possível uma segunda volta, quase todos os indecisos teriam de votar num dos restantes candiatos.

O estudo foi realizado entre os dias 15 e 18 de janeiro de 2011, ou seja, ainda com uma semana de campanha eleitoral pela frente.

Entre os inquiridos que admitem participar no ato eleitoral de próximo domingo, 40% diz votar em Cavaco Silva, 15% em Manuel Alegre e 7% em Fernando Nobre. Francisco Lopes recolhe 4% das intenções directas de voto e José Manuel Coelho e Defensor Moura obtêm cada apenas 1%. Nas intenções directas de votos, 4% pretende votar em branco.

Continuar a ler

Sondagem Eurosondagem: Cavaco desce mas é reeleito

Depois da sondagem revelada há dois dias pela Marktest surge agora uma novo estudo de opinião realizado pela Eurosondagem.

O estudo mostra uma descida do Presidente candidato, mas não põe em causa a reeleição já no próximo domingo. A dois dias das Presidenciais, Cavaco Silva está com 56,3% das intenções de voto, perde 3,7% em relação ao mês passado.

A maior descida, de acordo com a projecção, é de Manuel Alegre. É o segundo nas intenções de voto dos portugueses com 25% do total, a perder 5%.

Fernando Nobre é quem mais sobe na tabela e chega aos 10,1% – dobra o valor do mês passado e cresce mais de 5% no universo total dos inquiridos.

Continuar a ler